Responsabilidade Social

A Responsabilidade Social da FISUL é entendida como um compromisso ético que permeia a vida acadêmica enquanto instituição de ensino formadora de cidadãos ou enquanto inserida em um contexto social, cuja existência não prescinde da valorização humana de seus colaboradores e da sociedade como um todo. Ao oferecer espaços para além da atividade de ensino formal e qualificar discussões de temas interdisciplinares no âmbito da sua atuação interna, a FISUL chama para si uma responsabilidade que perpassa os muros acadêmicos e se traduz em ações que impactam na vida social do seu entorno.

A FISUL busca efetivar sua Responsabilidade Social nos seguintes programas permanentes:

1.Faculdade Aberta da Terceira Idade (FATI)

A FATI é um espaço de integração para pessoas da terceira idade, que busca contribuir com o desenvolvimento das suas potencialidades, habilidades e autonomia, em processo de educação continuada e de inclusão. Além de possibilitar a discussão e a compreensão do papel exercido pelo idoso na contemporaneidade, enquanto titular de direitos, permite a atualização e a reciclagem de conhecimentos, a consolidação de vínculos interpessoais e a troca de sabres e de experiências vivenciadas no cotidiano familiar. Por sua dinamicidade, o programa permite o ingresso de novos alunos a qualquer tempo e em qualquer época do semestre, sem prazo para a conclusão. Podem participar da FATI pessoas de qualquer idade sem exigência de qualquer formação prévia.

2. Direitos Humanos

Os Direitos Humanos, na FISUL, constitui-se num espaço interdisciplinar de discussão e reflexão, não somente como construção de conhecimento, mas como uma ação permanente de luta pela sua efetivação. Como ponto alto deste espaço tem-se a “Semana dos Direitos Humanos”, evento anual que também possibilita Formação de Defensores e Defensoras dos Direitos Humanos. Aberto à participação geral, o espaço se propõe a aprofundar discussões não apenas com a comunidade acadêmica, mas com a sociedade como um todo, através da apresentação de painéis, debates, palestras e exposições que tratam da violação dos Direito Humanos nas questões agrárias, no trabalho escravo, nos direitos dos povos indígenas, na desigualdade de gênero, na violência policial, no direito à memória, nas migrações, imigrações e emigrações, dentre outras temáticas.

Desta dimensão da Responsabilidade Social, a FISUL concebeu o seu Curso de Direito, cujo eixo fundamental de formação se assenta nos Direitos Humanos, traduzido num currículo que, sem prescindir da formação técnica necessária para o exercício da atividade jurídica, tem características diferenciadas que contribuem para que os egressos sejam futuros operadores jurídicos com sólida formação nesta área.

3. A Responsabilidade Social da FISUL também pode ser percebida em ações:

A FISUL desenvolve ações de responsabilidade social, apoiando a realização de eventos e disponibilizando seus espaços e sua infraestrutura para entes públicos e privados de Garibaldi e região. Também tem se inserido na comunidade através da participação em vários conselhos municipais de Garibaldi, a exemplo do Conselho do Idoso e do Conselho da Mulher, e também do Grupo sobre Drogas. Mantém ainda o “Espaço Cultural Osvaldo Biolchi”, que se destina a divulgar e incentivar a produção artística da comunidade local e regional, através de exposições de obras produzidas por artistas da região, abertas ao público.       

Também mantém parcerias com instituições da sociedade civil organizada como sindicatos, associações empresariais, entidades de classe como a Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Garibaldi e Carlos Barbosa e Câmara da Indústria e Comércio de Garibaldi.