TCC NOTA 10: Contabilidade de Custos: Uma Ferramenta para Gestão Empresarial

Apaixonada por custos, Débora Docena percebeu muito cedo que esta área é uma fragilidade em muitas empresas, especialmente nas menores. Contabilidade de Custos: Uma Ferramenta para Gestão Empresarial foi o tema de seu TCC, cujo orientador, professor Marcelo Vizotto, ela escolheu três semestres antes de se matricular na disciplina. Débora elaborou um questionário com base em três outros artigos e submeteu aos responsáveis pelas finanças de doze empresas de pequeno e médio porte. Desta forma, conseguiu entender como os custos são gerenciados nestas empresas. “O professor Marcelo sempre dizia que eu devia estudar mais e escrever melhor. Ele nunca me deixava relaxar. Graças a ele eu me empenhei ainda mais”.

Débora tem um temperamento ansioso e perfeccionista, por isso desde que entrou no curso de Ciências Contábeis, já pensava no seu TCC. Pelo mesmo motivo, fez o TCC mesmo faltando quatro disciplinas para concluir a graduação: “Tinha medo do TCC, porque todo mundo falava que era um "bicho de 7 cabeças", mas meu irmão, técnico em eletroeletrônica, me sugeriu escolher um assunto que eu gostasse, assim seria muito mais fácil fazê-lo. Hoje sei que a escolha do tema e a dedicação são suficientes para que o resultado seja positivo”.

Durante um ano, Débora abandonou as baladas e a diversão e diminuiu bastante o convívio com a família, que mora em Boa Vista do Sul. “Além de trabalhar em um escritório de Contabilidade e de cursar as disciplinas na faculdade, meu tempo livre foi dedicado ao TCC”. Débora conta que foi preparada para a exclusividade ao TCC pelo professor Arlei, ainda no Estágio I: “ele recomendou que mantivéssemos os nossos namorados, pois a partir daquele momento não sobraria muito tempo para iniciarmos novas relações”, conta sorrindo.

De tão ansiosa, perdeu o sono quando a banca foi designada e torcia para que a sua fosse a primeira banca do dia, desta forma poderia encerrar logo aquela etapa. E, para contrariar, a banca da Débora foi a última, mas felizmente foi marcada para o primeiro dia.

Ainda eufórica pelo resultado alcançado, Débora conta que a família foi assistir à sua apresentação. Gustavo, seu irmão de 11 anos, chorou ao ouvir os questionamentos da banca: “eles estão brigando com a mana, mãe?”. A surpresa foi grande quando ela recebeu a nota máxima: 10!

Mesmo não tendo concluído o curso,Débora já pensa na formatura solene. E, claro, quer fazer uma pós-graduação para continuar se aperfeiçoando!

Parabéns, Débora!

 

Outras Notícias